Mato Grosso,

sábado, 20

de

julho

de

2024
No menu items!


 

InícioCurtasVeja proibições durante período que antecede eleições

Veja proibições durante período que antecede eleições

Desde último sábado (6) estão em vigor algumas restrições aos candidatos das eleições 2024 e também aos agentes públicos. A Justiça Eleitoral afirma que as imposições têm o objetivo de manter o equilíbrio da disputa. Uma das regras, por exemplo, é a proibição aos candidatos de comparecerem a inaugurações de obras públicas.

As normas regulamentadoras estão previstas na Lei das Eleições, no Código Eleitoral e nas Resoluções do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Conforme o Calendário Eleitoral, o primeiro turno das eleições está marcado para o dia 6 de outubro. Havendo segundo turno, a nova eleição ocorrerá no dia 27 do mesmo mês.

 A maioria das restrições está direcionada aos agentes públicos. As principais, que estão valendo desde o último dia 6, são sobre proibição de contratar shows artísticos com recursos públicos, proibição de fazer pronunciamentos em rádio e TV foram do horário eleitoral, entre outras.

 Com relação aos candidatos e candidatas, não poderão comparecer a inaugurações de obras públicas a partir do dia 6 de julho.

 Veja a lista de proibições a agentes públicos:

– Nomear, contratar ou, por qualquer forma, admitir, dispensar sem justa causa, suprimir ou readaptar vantagens ou, por outros meios, dificultar ou impedir o exercício funcional e, ainda, remover, transferir ou exonerar servidor público de ofício, na circunscrição do pleito;
– Realizar transferência voluntária de recursos do governo federal aos estados e municípios, sob pena de nulidade absoluta, ressalvados os recursos destinados a cumprir obrigação formal preexistente para a execução de obra ou serviço em andamento e com cronograma prefixado, e os destinados a atender situações de emergência e de calamidade pública, objetiva e formalmente justificadas;
– Com exceção da propaganda de produtos e serviços com concorrência no mercado, autorizar publicidade institucional de atos, programas, obras, serviços e campanhas dos órgãos públicos ou das respectivas entidades da Administração indireta, salvo em caso de grave e urgente necessidade pública, assim reconhecida pela Justiça Eleitoral;
– Fazer pronunciamento em cadeia de rádio e de televisão fora do horário eleitoral gratuito, salvo quando, a critério da Justiça Eleitoral, tratar-se de matéria urgente, relevante e de funções de governo;
– Contratar shows artísticos pagos com recursos públicos para a realização de inaugurações de obras públicas ou divulgação de prestação de serviços públicos.

 Cessão de servidores à Justiça Eleitoral

Receba as informações do ATUALMT através do WhatsApp:
Clique aqui para receber as notícias no seu WhatsApp.

 Para realizar as eleições, a Justiça Eleitoral conta com o apoio de diversos outros servidores. Com isso, em casos específicos e motivados, quando solicitados pelos tribunais eleitorais, os órgãos e entidades da Administração Pública direta e indireta poderão ceder seus servidores no período de 06 de julho de 2024 até 06 de janeiro de 2025 para o suporte nos preparativos do pleito. Caso haja segundo turno, a cessão poderá estender-se até o dia 27 do mesmo mês.

 Veja o calendário completo pelo link.

Últimas notícias