Mato Grosso,

sábado, 20

de

julho

de

2024
No menu items!


 

InícioDestaquesNovo vídeo mostra atirador fugindo depois de matar ex-presidente da OAB; veja

Novo vídeo mostra atirador fugindo depois de matar ex-presidente da OAB; veja

Em novas imagens divulgadas pelo Programa do Pop, da TV Cidade Verde, o executor do advogado Renato Gomes Nery aparece seguindo pela rua La Paz, situada na lateral do escritório do jurista, depois de atirar contra Nery.

Renato Gomes Nery foi baleado na manhã de sexta-feira (5), em frente ao seu escritório localizado na Avenida Fernando Corrêa, em Cuiabá.

De acordo com a perícia feita no local, o bandido disparou cerca de sete vezes contra o advogado, que foi atingido na cabeça por um único tiro. O atirador utilizou uma pistola 9 milímetros no modo ‘rajada’ que faz diversos disparos simultâneos e pode liberar até 9 projéteis.

Encontrado agonizando por policiais militares, o advogado foi socorrido e encaminhado ao Hospital Jardim Cuiabá. Ele passou por cirurgia, mas não resistiu à gravidade dos ferimentos e morreu na madrugada de sábado (6).

O delegado Bruno Abreu, da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e que chefia as investigações, acredita que o crime tenha sido ‘de mando’, ou seja, alguém contratou um pistoleiro para executar Renato Nery.

Na segunda-feira (8), a autoridade policial oficiou a Ordem dos Advogados do Brasil, seccional de Mato Grosso (OAB-MT), para apurar se o jurista estava recebendo alguma ameaça ou envolvido em procedimento disciplinar.

No mesmo dia, veio à tona uma representação feita por Renato, em que denuncia um verdadeiro ‘escritório do crime’ montado para anular uma sentença desfavorável à viúva de um grande proprietário de terras na região do Araguaia.

Os personagens do esquema seriam um posseiro, um interceptador de telefones, advogados e um magistrado do Tribunal de Justiça.

Receba as informações do ATUALMT através do WhatsApp:
Clique aqui para receber as notícias no seu WhatsApp.

As oitivas de testemunhas começam nesta semana com o objetivo de chegar a motivação do crime, que delimitará a linha de investigação.  

VEJA VÍDEO

Últimas notícias