Mato Grosso,

domingo, 16

de

junho

de

2024
No menu items!


 

InícioCurtasNetflix aumenta preço de assinaturas: Veja valores

Netflix aumenta preço de assinaturas: Veja valores

Power Mix

A Netflix Brasil passou por uma nova alteração no preço de sua assinatura. Apesar de não ter feito nenhum tipo de aviso prévio, as três opções de planos contam com os valores mais altos na página da locadora vermelha.

No momento, a Netflix conta com três opções de assinatura: Padrão com anúncios, por R$ 18,90; Padrão, por R$ 39,90; e Premium, por R$ 55,90.

Agora, o plano padrão com anúncios consta por R$ 20,90, enquanto o Padrão poderá ser adquirido por R$ 44,90. Já o Premium passou para R$ 59,90. Ainda não se sabe se os novos valores passarão a valer apenas para novos assinantes.

Em nota enviada ao Metrópoles, a Netflix esclareceu o novo valor em seus planos: “Oferecemos uma variedade de preços e planos que se ajustam a diversas necessidades. Para oferecer cada vez mais opções de entretenimento aos nossos assinantes, ocasionalmente atualizamos nossos preços. A partir de hoje, nossos preços no Brasil começam a partir de R$ 20,90.”

O streaming ainda esclareceu que “todas as assinaturas passarão pelo ajuste”, e o novo valor será comunicado para quem já é assinante “nas próximas semanas.”

O último aumento dos preços da Netflix no Brasil foi em outubro de 2023. Na ocasião, o streaming descontinuou o plano Básico na opção de assinaturas, que custava R$ 25,90 por mês.

Receba as informações do ATUALMT através do WhatsApp:
Clique aqui para receber as notícias no seu WhatsApp.

Anteriormente, a Netflix contava com quatro planos: Padrão com anúncios, por R$ 18,90; Básico, por R$ 25,90; Padrão, por R$ 39,90; e Premium, por R$ 55,90.

O streaming alegou que a medida é uma continuidade de uma fórmula já implantada nos Estados Unidos, Reino Unido, Itália e Canadá: “Essa mudança impulsionou a adoção de nossos modelos com anúncios e planos Padrão e faremos a mesma mudança na Alemanha, Espanha, Japão, México, Austrália e Brasil na próxima semana”.

Últimas notícias