Mato Grosso,

sábado, 25

de

maio

de

2024
No menu items!


 

InícioDestaquesLaranjas usaram tornozeleira para burlar sistema enquanto WT "curtia" em Maceió, diz...

Laranjas usaram tornozeleira para burlar sistema enquanto WT “curtia” em Maceió, diz delegado

Hiper Noticias

O delegado da Polícia Civil, Rafael Scatolon, afirmou que os suspeitos Paulo Vinicius Gabriel de Araújo e Michael Richard circularam com a tornozeleira eletrônica de Paulo Witer Farias Paelo, conhecido como ‘WT’ e apontado como ‘tesoureiro’ do Comando Vermelho em Mato Grosso. Segundo o delegado, o objetivo dos “laranjas” era burlar o sistema de monitoramento para que parecesse que “WT” seguia em Cuiabá. Porém, o acusado estava em viagem no litoral de Maceió (AL). 

“O Paulo Vinicius, durante o período que o ‘WT’ estava ausente do estado, ele era responsável por buscar e levar a filha todo dia no colégio e ficava com a tornezeleira circulando no seu tornozelo. Eu não sou entendedor de tornozeleira, mas é um fato que surgiu. De fato, o rapaz transitava, isso a gente tem provas”, falou Rafael Scatolon ao HNT nesta terça-feira (14). 

Paulo Vinicius confessou a prática. Ele revelou aos investigadores que recebia salário de R$ 1.500,00 para fazer o transporte da filha de “WT” na escola. Porém, não ficou claro se ele recebia um valor extra para utilizar a tornozeleira. O segundo suspeito, Michael, continua foragido. 

“Eles fazem do criminoso e tinham vantagens. Por exemplo, o Paulo Vinicius recebia R$ 1,5 mil por mês para levar e buscar. Agora, se ganhava mais um dinheiro para circular com a tornelzeira, não temos essa informação. Mas ele tinha um salário”, destacou o delegado. 

A Polícia Civil contrapôs as informações do sistema da tornozeleira eletrônica com imagens dos locais que Paulo Vinicius esteve, sendo um deles shopping de Cuiabá. 

“Temos acesso ao sistema de tornozeleira e ao sistema de imagem de vários pontos públicos que requisitamos e está no mesmo lugar da imagem que requisitamos. Por exemplo, esteve no shopping, bate com o horário que op sistema também acusa. Agora, se tirou do pé e acusou ou não acusou, teve fiscalização ou não, isso a gente não uma certeza ainda”, explicou Rafael Scatolon. 

Receba as informações do ATUALMT através do WhatsApp:
Clique aqui para receber as notícias no seu WhatsApp.

O delegado ainda disse que Michael Richard foi o primeiro a ser identificado como responsável por circular com a tornozeleira. 

“O Michael também transitava com a tornelezeira, segundo eles tem que estar no corpo de alguém e verificamos isso. Após ele, surgiu o Paulo que também admite e temos documentos que demonstram que ele também circulava com a tornozeleira do Paulo (‘WT’)”, finalizou o delegado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias