Mato Grosso,

domingo, 16

de

junho

de

2024
No menu items!


 

InícioCidadesMorre aos 39 anos a deputada federal Amália Barros, dirigente do PL

Morre aos 39 anos a deputada federal Amália Barros, dirigente do PL

Ex-presidente Jair Bolsonaro comunicou o falecimento da deputada federal Amália Barros, de 39 anos, vice-presidente do PL Mulher.

Faleceu há pouco, aos 39 anos, a deputada federal Amália Barros (PL) em consequência de complicações de uma cirurgia para a retirada de um nódulo benigno do pâncreas.

Morreu na noite deste sábado (11/4) a deputada federal Amália Barros, do PL do Mato Grosso. O comunicado foi feito por Jair Bolsonaro em WhatsApp enviado a aliados na madrugada de domingo.

“Com muita dor, informo o passamento da nossa amiga e irmã deputada Amália Barros, de Mato Grosso. Deus, em sua infinita bondade, a receba e conforte seus familiares e amigos”, escreveu o ex-presidente. A parlamentar era muito próxima de Michelle Bolsonaro, que havia pedido orações por Amália.

Na quinta-feira (11/5), a deputada passou por um novo procedimento cirúrgico de “radiointervenção”, que é basicamente uma operação minimamente invasiva com o auxílio de imagem, agulhas e cateteres.

Segundo o último boletim médico divulgado na sexta-feira (10/5), a parlamentar seguia sem previsão de alta.

Ela estava internada desde 1º de maio, quando foi ao hospital fazer a retirada de um nódulo no pâncreas. No dia 2, Amália fez o procedimento de drenagem das vias biliares, para retirar o líquido biliar em excesso do fígado.

A transferência de Amália para a UTI se deu depois de uma “reabordagem cirúrgica”.

Receba as informações do ATUALMT através do WhatsApp:
Clique aqui para receber as notícias no seu WhatsApp.

 
Amalia Scudeler de Barros Santos nasceu em 22 de março de 1985, na cidade paulista de Mogi Mirim. Formada em jornalismo, ela transformou em luta um drama pessoal.

Aos 20 anos de idade, Amália perdeu a visão do olho esquerdo por conta de uma infecção, a toxoplasmose. Após passar por 15 cirurgias, ela teve, em 2016, que remover o olho e passar a usar uma prótese ocular.

Em 2021, Amália lançou o livro “Se Enxerga!: Transforme desafios em grandes oportunidades para você e outras pessoas”, contando sua história, fundou o Instituto Amália Barros, rebatizado posteriormente como Instituto Nacional da Pessoa com Visão Monocular.

Últimas notícias