Mato Grosso,

sexta-feira, 23

de

fevereiro

de

2024
No menu items!


 

InícioCurtasExército envia blindados para a fronteira do Brasil com Venezuela e a...

Exército envia blindados para a fronteira do Brasil com Venezuela e a Guiana

Conexão Poder

O Exército decidiu enviar 16 blindados para Boa Vista (RR) diante das ameaças do ditador venezuelano, Nicolás Maduro, de invadir a Guiana para anexar Essequibo, território cuja costa é rica em petróleo. Os blindados modelo Guaicuru costumam ser usados para transporte de militares e têm capacidade para cinco pessoas.

Em nota, o Ministério da Defesa afirmou que a “movimentação de blindados do Exército [deve] completar a dotação de material do 18º Regimento de Cavalaria Mecanizado”, localizado em Boa Vista (RR), recém-criado.

“O Ministério da Defesa informa que ocorre movimentação de blindados do Exército para completar a dotação de material do 18º Regimento de Cavalaria Mecanizado, localizado em Boa Vista (RR), e recém-criado em substituição ao 12º Esquadrão de Cavalaria Mecanizado. Essa movimentação já estava planejada e consta do Plano Estratégico do Exército”, informou a pasta.

Além disso, o Exército já havia confirmado um aumento do efetivo no pelotão de fronteira de 70 para 130 militares na região da fronteira do Brasil com os dois países. Segundo o órgão, as movimentações de tropas fazem parte do adestramento avançado da 1ª Brigada de Infantaria de Selva, visando manter a prontidão e eficiência operacional da Força Terrestre.

Os blindados vão ficar em Boa Vista, mas, à disposição para uma eventual necessidade de atuação em Pacaraima, na fronteira com a Venezuela e a Guiana.

Receba as informações do ATUALMT através do WhatsApp:
Clique aqui para receber as notícias no seu WhatsApp.

A ditadura de Maduro realizou, no último domingo, 3, um referendo sobre a anexação de parte do território da Guiana. Segundo o Conselho Nacional Eleitoral (CNE) da Venezuela, 95% dos eleitores votaram a favor da anexação.

A região de Essequibo, que é rica em petróleo, é objeto de uma longa disputa entre os dois países, alimentada pela recente descoberta de mais recursos energéticos. A área equivale a cerca de dois terços do território nacional da Guiana.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias