Mato Grosso,

sexta-feira, 3/dezembro/2021
No menu items!


 

InícioDestaquesProfessores de MT negam retorno às aulas presenciais e pedem vacinas

Professores de MT negam retorno às aulas presenciais e pedem vacinas

HiperNotícias

Os profissionais da educação do Estado não retornarão às aulas presenciais, conforme deliberação em Assembleia Geral do Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Público de Mato Grosso (Sintep-MT). O retorno foi determinado pelo governo do Estado no último dia 17.
O Sintep-MT, entretanto, defende que a volta às aulas devem ser condicionadas à vacinação da categoria. Nesta semana, o sindicato já havia sinalizado para a possibilidade de greve.
Em deliberação nesta sexta (21), os trabalhadores também defenderam a revogação da portaria 333/2021 da Secretaria de Estado de Educação (Seduc) que determinou o retorno à modalidade presencial. O estado de greve também foi mantido.
No próximo dia 7/6 a entidade deve se reunir novamente para deliberação. Mesmo dia em que o governo do Estado anunciou o retorno das aulas em sistema de revezamento.


No dia 18 de maio, o governador Mauro Mendes (DEM) chegou a afirmar que adiar o retorno das aulas seria uma penalização aos alunos da rede estadual, sem aulas presenciais desde março de 2020.
“Nós não podemos penalizar nossos alunos, tem que encontrar uma forma segura, com distanciamento social, com regra duras, com uso máscara, com todos os cuidados necessários e voltarmos com segurança. Não dá para esperar até o final do ano”, afirmou.

Na quarta (19), o governador ainda garantiu a imunização dos profissionais da educação. A medida foi aprovada pela Comissão Intergestores Bipartite (CIB) que define as regras para a vacinação em Mato Grosso, conforme o Plano Nacional de Imunização (PNI).
A vacinação dos profissionais da educação, no entanto, defende do término da imunização dos profissionais da segurança pública, segundo informou o governador.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias