Mato Grosso, domingo, 28 de fevereiro de 2021

Estudo aponta que 87% dos Municípios conseguiram encerrar o ano letivo de 2020

Consulta feita pela Confederação Nacional de Municípios (CNM) apontou que 1.291 (87%) dos 1.482 Entes locais que participaram da pesquisa conseguiram concluir o ano letivo de 2020 apesar do longo período com escolas fechadas por causa da pandemia do novo coronavírus. Desse total, 1.167 cidades (79%) finalizaram o calendário escolar do ano passado até 31 de dezembro, enquanto 123 (8%) em janeiro.

Mesmo com as limitações impostas pela Covid-19, a exemplo da necessidade de adoção do ensino remoto em razão da suspensão das atividades presenciais, apenas 13% dos Municípios ainda estão com o ano letivo de 2020 para ser concluído a partir de fevereiro deste ano. Para o presidente da CNM, Glademir Aroldi, o resultado da pesquisa reforça a necessidade de reconhecer o grande esforço de prefeitos e gestores municipais de educação para não deixar os estudantes desassistidos durante a pandemia.

O levantamento também apontou que em alguns Municípios houve a tentativa de reabertura das escolas. Contudo, em 74% deles (1089), a adoção do ensino remoto foi a única alternativa possível para assegurar o direito à educação de forma segura para a comunidade escolar. Em 60% dos Municípios pesquisados, várias medidas foram adotadas para a retomada segura das aulas, a exemplo do cumprimento do protocolo de segurança sanitária e a aquisição de equipamentos de proteção individual (EPI) e de material de higiene.

O estudo traz ainda outras informações que foram comparadas a levantamentos anteriores sobre a oferta aos estudantes de atividades pedagógicas não presenciais. Acesse aqui a íntegra do levantamento. Apesar das ações para garantir o ano letivo e a expectativa com a chegada da vacina, a Confederação considera que o início dos mandatos será bastante desafiador, pois a educação – pauta que sempre foi prioritária – tem uma demanda reprimida que se acumula e precisa ser rapidamente atendida. Confira aqui a íntegra do levantamento.

Fonte: AMM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *