Mato Grosso, domingo, 20 de setembro de 2020

Escrivã da polícia civil morre eletrocutada ao atender celular em Cuiabá

Néria pisou em extensão desencampada que carregava aparelho

neria-escriva.jpg

Uma escrivã da Polícia Civil de Mato Grosso faleceu na noite de hoje em sua residência, em Cuiabá, após sofrer uma descarga elétrica. Néria Regina dos Reis Carvalho de Campos Padilha, de 42 anos, estava lotada atualmente na Deletran (Delegacia de Trânsito), mas já havia atuado na DHPP (Delegacia de Homicídio e Proteção a Pessoa), Derfva (Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Veículos Automotores) e também no GCCO (Gerência de Combate ao Crime Organizado).

Segundo informações preliminares, a policial estava em sua residência no condomínio Marechal Rondon na região do Coxipó. Ela decidiu tomar banho e seu telefone celular ficou carregando na tomada.

Em determinado momento, o aparelho recebeu uma ligação. Ela deixou o chuveiro e se deslocou para atender a ligação com o corpo parcialmente molhado.

Neste momento, ela teria pisado numa extensão desencapada de 220 volts em que estava o telefone. Com isto, houve uma descarga elétrica em sua perna matando-a eletrocutada.

O corpo de Néria foi encontrado dentro do quarto por vizinhos. A porta teve que ser arrombada.(Com Folha Max)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *