Mato Grosso, segunda, 08 de março de 2021

Cães descobrirão infectados pela Covid; veja

cao-cachorro.jpg

Quatro cães farejadores da polícia chilena estão sendo treinados para se tornarem agentes “biodetectores”, capazes de identificar portadores da Covid-19 por meio do suor. Dedicados normalmente a encontrar drogas, bombas ou pessoas desaparecidas, três labradores e um golden retreiver foram selecionados para tentar detectar pessoas infectadas pelo novo coronavírus.

O programa, uma colaboração entre a polícia chilena e a Universidade Católica do Chile, foi criado para aproveitar a grande capacidade olfativa dos cães, seguindo experimentos já desenvolvidos na França, onde se tentou detectar casos de contaminação da Covid-19 pelo suor das pessoas infectadas, explicou à AFP Julio Santelices, diretor da Escola de Especialização da Polícia chilena.

“O vírus não tem odor, é a infecção que gera uma mudança metabólica em diferentes órgãos e, nessa resposta fisiológica do organismo, são gerados compostos associados aos sulfatos, que os cães detectariam”, informou Fernando Mardones, professor de epidemiologia veterinária da Universidade Católica.

Os cães têm 330 milhões de receptores no focinho e uma capacidade olfativa 50 vezes superior à do ser humano. Em experimentos realizados na Europa e em Dubai, eles tiverem 95% de eficácia na detecção de casos de coronavírus, segundo Santelices.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *