Mato Grosso, 28 de março de 2020
   

Irmão de bicheiro é morto a tiros em atentado no Rio

Alcebíades Paes Garcia, o Bidi, irmão do bicheiro Waldemir Paes Garcia, o Maninho, assassinado em 2004, morreu na madrugada desta terça-feira (25), em um atentado na porta de um condomínio, na Barra da Tijuca. Bidi voltava do desfile no Sambódromo, em uma van com outros passageiros, quando foi atingido por disparos de arma de fogo feitos por dois desconhecidos. As demais pessoas no veículo não ficaram feridas.

A Polícia Civil divulgou nota sobre o homicídio, informando que abriu investigação sobre o crime: “De acordo com a Delegacia de Homicídios da Capital foi instaurado inquérito para apurar a morte de Alcebíades Paes Garcia, na Rua Jornalista Henrique Cordeiro, na Barra da Tijuca. Foi realizada perícia no local e testemunhas estão sendo ouvidas. A especializada está em busca de câmeras de segurança que possam ajudar na identificação dos autores do crime. Outras diligências estão em andamento para esclarecer o caso”.

Após a morte de Maninho, há 16 anos, no bairro da Freguesia, em Jacarepaguá, deu início a uma disputa por dinheiro, poder e pontos de jogo do bicho, que resultou em violência e assassinatos. O filho de Maninho, Myrinho, de 15 anos, foi morto durante um sequestro em 2017. No ano passado, a irmã dele, Shanna Garcia, foi baleada sem gravidade, durante atentado em um shopping no Recreio dos Bandeirantes, bairro da zona oeste do Rio.

Edição: Aécio Amado

Fonte: EBC Geral

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *