Mato Grosso, segunda, 01 de março de 2021

Mais de 1.100 animais são avaliadas no Circuito Nelore de Qualidade, em Diamantino (MT)

CenárioMT

Durante etapa do Circuito Nelore de Qualidade, realizada na unidade da Friboi em Diamantino (MT), 1.140 animais foram avaliados, segundo a Associação dos Criadores de Nelore do Brasil (ACNB) e Associação dos Criadores de Nelore de Mato Grosso (ACNMT).

Entre os machos avaliados, 60,8% apresentaram até 2 dentes incisivos permanentes, com peso médio de 22,7 arrobas e 53,4% com acabamento de carcaça mediano e uniforme.-Continua depois da publicidade ©-

Em relação às fêmeas, 70,6% tinham até 2 dentes incisivos permanentes, peso médio de 15,8 arrobas, e 83,5% com acabamento de carcaça mediano e uniforme.

O melhor lote de carcaças de Machos foi da Fazenda São Marcelo (Medalha de Ouro). Francisco Ferreira Camacho levou a Medalha de Prata. O Bronze foi de Olímpio Risso de Brito.

Para as fêmeas, o melhor lote de carcaças foi do pecuarista Edilson Antônio Piaia, que ficou com a Medalha de Ouro. A medalha de Prata foi de Marcos Martins Vilela e a de Bronze para Sérgio Antônio Cocco.

Circuito Nelore de Qualidade

Realizado pela Associação dos Criadores de Nelore do Brasil (ACNB), o Circuito Nelore de Qualidade fortalece e promove a genética e a carne dos animais da raça, contribuindo para elevar a produtividade da pecuária nacional. Trata-se de uma iniciativa que avalia resultados obtidos pelos produtores, cada qual em sua realidade e sistema de produção.

Promovida desde 1999, neste ano a iniciativa, que também conta com o apoio da Friboi e da Matsuda Sementes e Nutrição Animal, aumentou de tamanho e terá 27 etapas em 10 estados. Cerca de 20 mil animais devem ser avaliados até o final do ano, chegando a uma marca recorde desde o lançamento do Circuito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *