Mato Grosso, 9 de dezembro de 2019
   

Presidente da República se revolta e considera deputado de MT “traidor”

Nelson Barbudo está ao lado do presidente do PSL, Luciano Bivar, que “rachou” com presidente da República

barbudo-bolsonaro.jpg
Folha Max

O colunista Guilherme Amado, da Revista Época, revelou que o presidente Jair Bolsonaro está revoltado com o deputado federal Nelson Barbudo (PSL). O adjetivo usado pelo presidente para o parlamentar mato-grossense e outros 7 congressistas é “traidor”.  

Além de Barbudo, a bronca de Bolsonaro recai sobre os deputados Delegado Waldir, Júnior Bozzella, Joice Hasselmann, Julian Lemos, Nereu Crispim e Felipe Francischini e o senador é Major Olímpio.

Deputado federal mais votado em 2018, Barbudo se elegeu sob forte apelo do “bolsonarismo”. Nas redes sociais, se dizia um seguidor do então deputado federal e candidato a presidente da República, Jair Bolsonaro.

O presidente da República entrou em rota de colisão com o partido após discutir pela imprensa com o presidente do PSL, deputado federal Luciano Bivar (PE). Desde então, deputados federais tem se dividido entre seguir fiel ao presidente da República ou ao líder da legenda.

Nos bastidores, Barbudo já havia demonstrado que não deixaria o partido caso essa seja a posição do presidente. Inclusive, seria um dos “indignados” com Bolsonaro e seus filhos, que não estariam dando o devido valor ao grupo político que o elegeu.

2 thoughts on “Presidente da República se revolta e considera deputado de MT “traidor”

  1. Elias Nunes de Almeida disse:

    Lastimável… senhor barbudo, proxima eleição, jamais terá meu voto! Segue tua legenda aí, seu fundo partidário…vc irá chegar a lugar algum…uma decepção polícia!

  2. Gilberto De Jesus Pessoa disse:

    Kkkk este Barbudo oportunista como varios deputados do psl e de outros partidos que foram eleitos as custas dos eleitores q votaram no Bolsonaro estao achando q foi pelos proprios méritos, vcs vao ver na proxima eleiçao seus trairas covardes, VCS ESTAO PREOCUPADOS APENAS COM O FUNDO PARTIDÁRIOS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *